Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Estudos Didáticos, Culturais, Linguísticos e Literários
  4. Ficcionalidade na Antiguidade Clássica

Ficcionalidade na Antiguidade Clássica

Código 8582
Ano 1
Semestre S2
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Literaturas
Tipo de ensino - Aulas de natureza teórico-prática; - Sessões de orientação tutorial.
Estágios Não se aplica.
Objectivos de Aprendizagem Refletir sobre as principais tendências e autores da ficcionalidade grega e latina de modo a valorizar grandes obras da Antiguidade clássica.
Reconhecer tendências da ficcionalidade clássica da narrativa e do teatro.
Relacionar a ficção clássica com o mito, a tragédia, a comédia e o romance. No final do semestre, o aluno deverá estar apto a:
- fazer a distinção entre ficção, História e poesia lírica;
- reconhecer as tendências da ficcionalidade clássica através da narrativa e do teatro;
- relacionar a ficção na Antiguidade clássica com o mito, a tragédia, a comédia e o romance;
- analisar obras gregas e latinas de referência;
- valorizar a ficcionalidade clássica na sua influência perene.
Conteúdos programáticos 1. Ficção versus História e poesia lírica: distinção de conceitos.
2. A ficção através da narrativa e do teatro: componentes da ficção.
3. A ficcionalidade narrativa: origens do romance.
3.1. A ficcionalidade da literatura grega: Ilíada e Odisseia, de Homero.
3.1. A ficcionalidade da literatura latina: Satyricon, de Petrónio.
4. A ficcionalidade teatral: relação com o mito.
4.1. A tragédia grega: Rei Édipo, de Sófocles.
4.2. A comédia latina: Anfitrião, de Plauto.
Bibliografia principal Bibliografia principal:
ARISTÓTELES, Poética, ed. de Eudoro de Sousa, Lisboa, IN-CM, 1998.
GRIMAL, Pierre, Dicionário de Mitologia Grega e Romana, Lisboa, Difel, 1999.
HOMERO, Ilíada, trad. de Frederico Lourenço, Lisboa, Cotovia, 2005.
HOMERO, Odisseia, trad. de Frederico Lourenço, Lisboa, Cotovia, 2003.
PEREIRA, M. H. Rocha, Estudos de História da Cultura Clássica, vol. 1, Cultura Grega, e vol. 2, Cultura Romana, Lisboa, FCG, 1993/1989.
PETRÓNIO, Satyricon, trad. de Delfim Leão, Lisboa, Cotovia, 2005.
PLATÃO, A República, ed. de M. H. Rocha Pereira, Lisboa, FCG, 1996.
PLAUTO, Anfitrião, trad. de Louro da Fonseca, Coimbra, INIC / CECH da Universidade de Coimbra, 1988.
ROBERT, Marthe, Roman des Origines et Origine du Roman, Paris, Seuil, 1988.
SÓFOCLES, Rei Édipo, trad. de Ma do Céu Fialho, Lisboa, Edições 70 / Instituto de Estudos Clássicos da FLUC, 1999.

A restante bibliografia será oportunamente recomendada ao longo do semestre.
Língua Português
Data da última atualização: 2015-01-20
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.