Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Eventos
  3. Peça “Confinamento de Mulheres” na Parada

Peça “Confinamento de Mulheres” na Parada

Apresentação tem início às 21h30 | Entrada gratuita, mas sujeita a reservas.

  15 de julho de 2020  

A peça “Confinamento de Mulheres” é apresentada na Parada (Faculdade de Artes e Letras da Universidade da Beira Interior), no dia 15 de julho (quarta-feira), às 21h30.

Trata-se de uma ficção que traz à luz reflexões de mulheres que, devido a uma calamidade, ficaram confinadas numa casa mais de 9 meses.

O texto é resultado de uma oficina de teatro para mulheres, facilitada pela comunicadora, encenadora e atriz Silvia Lucarini, da CIA ATMA. Nele reflete-se sobre diferentes formas de confinamento das mulheres ao longo dos séculos, bem como sobre escolhas e responsabilidade individual, injustiça e desigualdade, estabelecendo-se também uma conversa provocadora com o público. São desconstruídos e reconstruídos conceitos de civilização, através de parábolas, delírios e reflexões.

A performance está em fase de pesquisa e integra teatro, dança, música e canto.

A entrada é gratuita, mas devido ao número limitado de lugares, será necessário fazer reserva. Envio de dados (nome e contato telefónico) para o email: informeatma@gmail.com

“Confinamento de Mulheres” é uma co-organização da Comissão para a Igualdade da UBI, Ananda Valley e Ananda Café.


EQUIPA ARTÍSTICA
Encenação: Silvia Lucarini

Interpretação
Ana Leonor Santos
Luísa Nunes
Martha Van der Bly
Silvia Lucarini

Texto
- Criação coletiva (inclui poema de Florbela Espanca, José Mateos, Miguel Torga e Rupi Kaur)
- Dramaturgia: Silvia Lucarini

Desenho de luz
Silvia Lucarini

Produção
Ananda Valley

 

Data última atualização: 2020-07-14

Data da última atualização: 2020-07-14
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.