Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Academia Júnior de Ciências convida estudantes do Ensino Secundário a fazer ciência

Academia Júnior de Ciências convida estudantes do Ensino Secundário a fazer ciência

  2017-10-13       UBI     UBI

Img:

Começa na tarde desta sexta-feira mais uma edição da iniciativa criada pela UBI que se destina aos melhores alunos do 12º ano da área das ciências das escolas da região.

A quarta edição da Academia Júnior de Ciências (AJC) arranca esta sexta-feira, unindo a Universidade da Beira Interior (UBI) ao Ensino Secundário da região. Até março de 2018, um grupo constituído por alguns dos melhores estudantes da área das ciências, provenientes de escolas dos distritos de Castelo Branco e Guarda, vai ter a oportunidade de ter contacto direto com a universidade, viver uma boa experiência em torno da ciência e descobrir ou confirmar a sua vocação, quando falta menos de um ano para decidir o seu futuro académico.

São cerca de três dezenas os participantes da AJC, que são convidados a entrar num programa que se prolonga até março, composto de projetos de trabalho em Matemática, Física, Química e Engenharia, quatro conferências, duas visitas de estudo, uma sessão intermédia de balanço da atividade desenvolvida e uma observação astronómica. Para além da forte presença de projetos em Matemática, Física e Química, vai realizar-se um projeto em Engenharia Aeroespacial, outro em Ciências da Saúde e dois em Engenharia Eletromecânica. Um do projetos propostos é o das Pontes de Esparguete, uma das iniciativas mais icónicas da UBI.

As sessões decorrerão à sexta-feira, durante a tarde, e vão contar com a dinamização e o empenho que tem sido posto pelos docentes da UBI desde a primeira edição, realizada em 2013/2014. Este ano serão cerca de 40, com a coordenação de Manuel Saraiva.

À entrada para a quarta edição, o diretor da AJC sublinha que uma das marcas do crescimento da iniciativa é a maior procura da mesma por parte dos estabelecimentos de ensino e dos alunos. “Sentimos que a Academia Júnior de Ciências começa a assumir-se como um alvo a ser atingido, seja pelos alunos, seja pelas próprias escolas. Interpretamos isto como o estarmos a alcançar os nossos objetivos: os melhores alunos verem que podem tirar proveito científico, pessoal e académico da atividade desenvolvida pela AJC”, salienta Manuel Saraiva.

Hoje, 13 de outubro, há a Sessão de Abertura, no Anfiteatro 6.1, às 14h30, que inclui uma palestra, às 16h00, que vai abordar a procura de vida extraterrestre. Rui Agostinho, docente da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, é o convidado da conferência, aberta a toda a comunidade, e que tem como título “Equação de Drake e a quantidade de Civilizações Extraterrestres Inteligentes na Galáxia”. O orador convida os participantes para uma viagem pela equação da autoria de Frank Drake, que se propôs encontrar formas de vida no Universo, em especial na Via Láctea.

Partilhar

Data da última atualização: 2017-10-13
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.