Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Projeto de integração de estudantes da UBI e IPG em votação no Orçamento Participativo

Projeto de integração de estudantes da UBI e IPG em votação no Orçamento Participativo

  28 de junho de 2018  

  •   UBI

Img:

A proposta é da responsabilidade de seis docentes das duas instituições da Beira Interior e pretende criar ações nos campos da cultura, desporto e voluntariado, que irão dinamizar toda a região.

“Cultivar, cativar e incluir” é como se designa o projeto proposto por um conjunto de docentes da Universidade da Beira Interior (UBI) e do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) que se encontra a votação no portal do Orçamento Participativo de Portugal (OPP), até 30 de setembro.

A proposta pretende criar um conjunto de ações que aperfeiçoem a integração da comunidade de estudantes estrangeiros das duas instituições de Ensino Superior, que atualmente ronda as 1.700 pessoas e cuja tendência dos últimos anos faz prever que continue a aumentar. O trabalho a desenvolver, dirigido a estes alunos, mas que envolve também o elevado número de portugueses provenientes de outras regiões, destina-se a responder ao desafio de “criar práticas de integração multicultural positiva com ações em torno da cultura, do voluntariado e do desporto; de observar e registar os processos dessa integração; de construir, enquanto incubadora, um efeito multiplicador de práticas exemplares positivas; e de preservar a memória desses eventos através de publicações”, de acordo com a apresentação do projeto.

Os seis proponentes do “Cultivar, cativar e incluir” – da UBI, Anabela Gradim, Joaquim Paulo Serra, João Canavilhas e João Carlos Correia e, do IPG, José Carlos Alexandre, Regina Gouveia e Vítor Amaral –, apresentam ações concretas a realizar, divididas em três eixos: No primeiro, a criação de uma agenda em atualização constante com as ações em curso nos dois distritos, aptas a receber a participação dos estudantes; no segundo, a realização de atividades de cultura, desporto, voluntariado e o congresso “Encontro de Culturas da Beira Interior”, tendo por tema o multiculturalismo; e no terceiro está previsto o registo detalhado das atividades desenvolvidas, nomeadamente, a criação da obra “Ident.Idades”, sobre as experiências e a integração multicultural dos estudantes.

Apesar de ter como público-alvo os estudantes da UBI e IPG, a implementação do projeto ultrapassa este âmbito e pode contribuir para dinamizar a região onde as duas instituições desempenham um papel fundamental, além de fazer cumprir alguns planos nacionais.

Como refere a sua descrição, “Cultivar, cativar e incluir” oferece um “contributo relevante à animação sociocultural do Interior, dinamizando atividades culturais, de voluntariado, lúdicas, desportivas e recreativas”, a que se junta o estudo de “processos de integração multicultural”, além de dar corpo “às recomendações de diversos relatórios da tutela relativos à integração de estudantes, articulando-se harmoniosamente com as estratégias públicas do Governo de Portugal para esta matéria, e na estratégia das próprias Instituições de Ensino Superior que o acolhem, podendo constituir um fator suplementar na atração e recrutamento de estudantes internacionais”.

Mais informação
Cultivar, cativar e incluir: práticas de integração multicultural positiva na Beira Interior | Descrição e Votação

Partilhar

Data da última atualização: 2018-06-28
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.