Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Prémio WIN - Melhor Investigador Jovem atribuído a estudante da UBI

Prémio WIN - Melhor Investigador Jovem atribuído a estudante da UBI

  9 de novembro de 2020  

Img:

Edgar Nave, estudante do Doutoramento em Gestão, recebeu o galardão num seminário ibérico, realizado em Espanha.

Edgar Nave, estudante do 3.º Ciclo/Doutoramento em Gestão da Universidade da Beira Interior (UBI), arrecadou o Prémio WIN – Melhor Investigador Jovem no XXII Seminario Hispano Luso de Economía Empresarial, realizado nos dias 5 e 6 de novembro, em Ourense, Espanha.

A proposta de investigação em foco foi o “Empreendedorismo Internacional: Contexto, motivações e processo”, tema da sua Tese de Doutoramento e onde Edgar Nave se propõe capturar e analisar facetas sobre a cultura internacional empreendedora das Pequenas e Médias Empresas e verificar de que forma a criação de ambientes regulatórios institucionais mais favoráveis se traduziram num aumento efetivo da atividade empreendedora nas economias da União Europeia. “Um pequeno contributo para as ciências empresariais, mas também para a globalização, para a liberalização do comércio e para um empreendedorismo sem fronteiras, capaz de gerar riqueza”, refere Edgar Nave, que tem como orientador científico João Ferreira, docente do Departamento de Gestão e Economia da UBI.

O WIN é um seminário para investigadores nascentes que se encontram em estágio de desenvolvimento da tese de doutoramento e é realizado anualmente, no âmbito do Seminário Hispano Luso de Economia Empresarial. O objetivo é fazer uma curta apresentação sobre o tema em investigação, perante uma plateia e júri multidisciplinar, que efetuará uma crítica construtiva, oferecendo contributos valiosos para a investigação em curso, sob uma perspetiva diferenciadora. Este ano, a vigésima segunda edição foi organizada pela Universidad de Vigo e limitou o WIN a seis teses, três portuguesas e três espanholas.

Para Edgar Nave, “mais importante do que um prémio a nível ibérico, foi o reconhecimento sobre a relevância do tema em estudo, os contributos oferecidos ao nível de metodologias e, acima de tudo, a motivação extra para o restante percurso, que se encontra sensivelmente a meio”.

Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas.

Partilhar

Data da última atualização: 2020-11-09
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.