Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. UBI vai colaborar com autarquia no estudo do património de Trancoso

UBI vai colaborar com autarquia no estudo do património de Trancoso

  12 de outubro de 2018  

Img:

Protocolo assinado esta semana destina-se à valorização do património daquela cidade.

A Universidade da Beira Interior (UBI) e a Câmara Municipal de Trancoso deram início a uma parceria que vai contribuir para o estudo do valioso património desta cidade do distrito da Guarda, que detém um expressivo Centro Histórico com numerosos monumentos de arquitetura civil, militar e religiosa.

O protocolo de cooperação assinado esta semana envolve docentes, investigadores e alunos do Departamento de Engenharia Civil e Arquitetura (DECA), que terão pela frente o desafio de estudar e promover novos usos de espaços existentes.

A cooperação tem em perspetiva a recuperação do Palácio Ducal, um edifício do século XVIII, situado no interior das muralhas da localidade. O imóvel é considerado um ex-líbris de Trancoso e a intenção da Câmara passa por dar-lhe funções com a dignidade que o edifício exige.

“Pretendemos que todo este trabalho com os alunos da UBI, os seus professores e orientadores, culmine depois com a realização de um projeto para o Palácio Ducal, onde nós queremos instalar o Museu da Cidade e um auditório municipal”, explica o presidente da Câmara de Trancoso, Amílcar Salvador, que rubricou o protocolo na terça-feira, dia 9 de setembro, juntamente com o vice-reitor da UBI, José Páscoa.

Trancoso detém um legado edificado e cultural de grande valor, fruto de ter sido palco de factos históricos como casamentos reais e batalhas importantes para a independência do país, entre outros. A autarquia procura agora projetar ainda mais a cidade, encontrando na UBI um parceiro privilegiado, que desta forma coloca ao serviço da comunidade, recursos técnicos e pessoal docente altamente qualificados existentes no DECA, juntamente com os estudantes que se encontram em processo de aquisição de uma formação de elevada qualidade.

“Temos um património invejável que a Câmara quer continuar a promover e a divulgar. A melhor forma que encontrámos para continuar a investigar e estudar Trancoso foi de facto estabelecer esta ligação estreita com a UBI, para que cada vez mais pessoas conheçam a nossa história”, salienta Amílcar Salvador.

Do ponto de vista da UBI, este projeto é visto como muito importante para a investigação nas áreas da Arquitetura e Engenharia Civil, pelo conjunto de estudos que depois resultarão em projetos de execução, mas acima de tudo dissertações e teses, artigos científicos, comunicações em congressos e investigação aplicada à Arquitetura e Engenharia Civil. “É uma grande oportunidade”, sintetiza Fernando Diniz, presidente do DECA, Departamento que integra a Faculdade de Engenharia.

“É uma mais-valia para os alunos que vão integrar as equipas técnicas, porque tomarão contacto com a prática e não só com a teoria da Arquitetura”, acrescenta o docente e investigador da UBI, destacando o reforço da “ligação à comunidade que é muito prezada” no DECA.

“Com esta associação à Câmara de Trancoso, que nos contactou por conhecer a qualidade do nosso trabalho, fazemos com que a UBI promova a investigação, que é universal e uma das funções do nosso Departamento e da nossa Universidade, a partir da nossa região”, conclui Fernando Diniz.

Partilhar

Data da última atualização: 2018-10-12
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.