Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Áreas de “Empresas e Economia” e “Ciências Sociais” destacadas no ranking Times Higher Education

Áreas de “Empresas e Economia” e “Ciências Sociais” destacadas no ranking Times Higher Education

  17 de outubro de 2018  

Img:

Os rankings setoriais do THE destacam o trabalho de departamentos das faculdades de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) e de Artes e Letras (FAL).

O trabalho da Universidade da Beira Interior (UBI) nas áreas de Ciências Sociais e de Empresas e Economia é reconhecido na edição de 2019 de dois rankings setoriais do Times Higher Education (THE), divulgados esta quarta-feira, dia 17 de outubro. No THE Business & Economics Subject Ranking, a UBI encontra-se entre as 400 melhores do mundo (está listada no patamar 301-400) e no THE Social Sciences Subject Ranking atingiu o nível 501-600.

Para alcançar estes patamares de qualidade entre 1.258 instituições de Ensino Superior de todo o mundo analisadas no THE, a UBI deu provas de qualidade nos indicadores das cinco principais categorias: Ensino, Investigação, Citações, Transferência de Conhecimento e Internacionalização.      

Abrangidas por esta classificação, no âmbito de “Empresas e Economia”, estão as subáreas de “Empresas e Gestão”, “Contabilidade e Finanças” e “Economia e Econometria”, enquanto que em “Ciências Sociais” se incluem “Comunicação e Estudos de Meios de Comunicação”, “Política e Estudos Internacionais”, “Sociologia” e “Geografia”.

Em destaque neste ranking estão as faculdades de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) e de Artes e Letras (FAL), onde se situam os departamentos em que se investiga e ensina sobre os temas incluídos nestes rankings: Gestão e Economia e Sociologia, na FCSH e Comunicação e Artes, na FAL.

“Foi com muito agrado que recebemos esta notícia”, reconhece Helena Alves. A presidente da FCSH salienta que “o posicionamento alcançado neste ranking traduz o reconhecimento merecido do trabalho que se tem vindo a desenvolver na FCSH”, mesmo perante “as condicionantes financeiras publicamente conhecidas e discutidas, e do esforço que isso implica para os docentes e investigadores”. Na UBI “faz-se investigação de qualidade, agora publicamente e internacionalmente reconhecida”, conclui.

José Rosa, presidente da FAL, dá conta do regozijo com que a Faculdade recebeu a distinção no âmbito do “Social Sciences Subject Ranking”. “É um sinal evidente de que o estudo, a investigação séria, honesta, porfiada, e seus resultados publicados, acabam por produzir efeitos e ser reconhecidos fora de portas”, refere. “O que nos move no dia a dia não são os prémios nem os rankings”, considera, mas dá conta que “quando eles surgem, são acolhidos com gosto e como um incentivo suplementar para que aquilo que já se faz bem seja feito ainda melhor; para que uma Faculdade já Viva e Criativa se torne ainda mais Viva e mais Criativa”.  

Os rankings temáticos do THE foram antecedidos pela publicação do THE World University Rankings 2019, em setembro. Nessa listagem, a UBI surge no patamar 601-800, sendo, de acordo com o relatório, a sexta melhor portuguesa entre as 13 instituições nacionais que integram o estudo.

Mais informação
Business & Economics 
Social Sciences 

Partilhar

Data da última atualização: 2018-10-17
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.