Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. UBI cria Licenciatura em Tecnologia e Produto de Moda Sustentável

UBI cria Licenciatura em Tecnologia e Produto de Moda Sustentável

  05 de julho de 2022  

Img:

O curso vai ter vagas no próximo Concurso Nacional de Acesso e pretende dar resposta às necessidades das empresas e as às novas preocupações relacionadas com a sustentabilidade.

A Universidade da Beira Interior (UBI) viu aprovada a licenciatura “Tecnologia e Produto de Moda Sustentável”, que começa a funcionar no próximo ano letivo (2022/2023). O novo curso combina o vasto conhecimento científico existente no Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis (DCTT) com as preocupações relacionadas com a preservação do meio ambiente. Este 1.º Ciclo estará disponível para os candidatos ao Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES) e propõe dar resposta às necessidades atuais das empresas da Indústria Têxtil e do Vestuário (ITV), através da formação de profissionais técnicos altamente qualificados, capazes de dialogarem com os comerciais, os designers e os elementos das secções produtivas.

Os diplomados terão competências para projeto e desenvolvimento de produtos de moda (tecidos, malhas e vestuário), “incorporando os princípios da sustentabilidade e da economia circular, assente no conhecimento alargado das matérias primas, dos produtos e de todas as fases do processo produtivo”, explica Nuno Belino, presidente do DCTT, acrescentando que se pretende ainda “conferir competências para a gestão integrada do planeamento, produção e qualidade, bem como para a atividade técnico-comercial e de sourcing de produto e produção de marcas nacionais e internacionais”. Entre as saídas profissionais do curso estão diversas áreas do setor da ITV, como a integração em gabinetes de desenvolvimento de produto têxtil e vestuário ou de sustentabilidade de marcas e empresas. Podem também assumir responsabilidades em secções de planeamento e produção ou controlo de qualidade, ou ainda na atividade de procura e seleção de produção e funções de técnico-comerciais em marcas e empresas, nacionais ou internacionais.

Ao avançar com este curso, a UBI acompanha a mudança verificada nos últimos anos da ITV portuguesa, que registou uma grande evolução em termos de adaptação ao mercado mundial, através da atualização tecnológica e da sofisticação no desenvolvimento de produto. Esta avanço tem determinado a contratação de quadros superiores especializados. De acordo com Nuno Belino, é preciso formar profissionais que tenham “um conhecimento profundo de materiais têxteis sustentáveis e de tecnologias de produção alternativas, mais amigas do ambiente e menos consumidoras de recursos, particularmente, energéticos e de água, bem como um conhecimento alargado da determinação do ciclo de vida de um produto e da manipulação de um vasto conjunto de ferramentas digitais, para fazerem desenvolvimento de produto em articulação com os engenheiros, designers e os técnicos das várias secções”, entre outros.

A licenciatura em Tecnologia e Produto de Moda Sustentável beneficia do longo know-how da UBI no campo da ciência e tecnologia têxteis, uma das duas áreas de formação fundadoras da instituição. “Há uma grande potencialidade instalada, no que respeita a recursos humanos e a recursos materiais e oficinais, a qual deve continuar a ser posta ao serviço das empresas e da economia em geral”, salienta Nuno Belino, dando destaque ao papel que o novo curso tem para as empresas da região e do país: “Embora a UBI seja uma universidade nacional, tem uma importância regional acrescida e, como é sabido, a ITV tem um grande peso no emprego e nas exportações da região. Deste modo, faz todo o sentido a criação pela UBI deste curso que responde a necessidades atuais e futuras da fileira da moda regional, nacional e internacional”.

 

Partilhar

Data da última atualização: 2022-07-05
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.